Tiramos o Canal LGBT da gaveta!

Sobre Colaboração, Cuidado, Financiamento Coletivo

Orgulho, esperança, atitude, iniciativa necessária, luta, sucesso, apoio, suporte, obrigada canal das bee.

Esses são alguns dos termos mais usados nos comentários de quem contribuiu para a campanha Bee Ajuda, do Canal das Bee (YouTube). Foram 2.187 pessoas colaborando para que a campanha de crowdfunding batesse as suas duas metas de arrecadação e garantisse um acolhimento psicológico para jovens LGBT e um curta-metragem sobre um romance entre um casal de mulheres, gerando pauta para a representatividade dentro e fora das telas. O impacto social percebido fez da campanha o recorde de maior número de colaboradores em projetos de financiamento coletivo, em 5 anos da Benfeitoria.

Quem passa pelo preconceito sabe que ele é, na maioria das vezes, solitário. Na verdade, a perspectiva deveria ser uma só: toda vida é importante. Todas as pessoas merecem atenção, cuidado e respeito. Trabalhar a empatia pode ser uma das melhores ferramentas para dar início a produção de bem estar. O sucesso da campanha do Canal Das Bee é um exemplo da força da empatia em prol do coletivo. Foram mais de 2 mil pessoas interligadas a favor de um objetivo maior, o de lutar pela vida. Isso tudo vai muito além do financiamento de uma ação.

Foi pensando nisso que a Benfeitoria criou o canal LGBT. Feito por e para pessoas inquietas. Na busca de contemplar o direito de expressar quem você é e amar quem você ama. Além do Canal das Bee, já foram financiados mais seis projetos que ampliaram essa voz, potencializando o processo de conquista de direitos, de uma forma colaborativa e comunitária. Conheça as iniciativas:

“Queremos ajudar projetos tombativos a sair do armário da gaveta”

Casa 1 (SP)

Um centro cultural de acolhimento a pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgêneras, expulsas de suas residências. Onde acolher é mais do que oferecer um teto. Arrecadou R$ 112.272 de uma meta de R$ 82, 952, através de 1.048 benfeitores.

Afronte (DF)

Um curta metragem sobre representatividade, enfrentamento e ocupação dos lugares pelo negro gay. Uma validação da liberdade, um ato político que mistura ficção e realidade. Arrecadou R$ 10.350 de R$ 3.000, extrapolando 345% de sua primeira meta, através de 132 benfeitores.

Romeu e Romeu (SP)

Uma websérie que apresenta a história de Romeu & Julieta reinventada na perspectiva de dois garotos que vivem um romance proibido entre famílias rivais do interior de São Paulo. Arrecadou R$ 5.370 através de 69 benfeitores.

Dandara Através do Espelho (RJ)

Uma peça teatral que surge das biografias das atrizes travestis Dandara Vital e Claudia Celeste. Revisitar suas histórias e trajetórias de vida é traçar um mapa coletivo, num universo para além das duas atrizes. Arrecadou R$ 9.715 através de 97 benfeitores.

Divinas Divas (RJ)

Um documentário musical de longa-metragem que resgata a trajetória e celebra os 50 anos de carreira de oito artistas que formaram a primeira geração de travestis do Brasil. Arrecadou R$ 155.445 através de 232 benfeitores.

Tem Local? (RJ)

3 ativistas constroem uma plataforma colaborativa para mapeamento da LGBTfobia em território nacional. De fácil acesso, o mapa mostra informações da vítima e o relato das agressões. Arrecadou R$ 10.660, 00 através de 45 benfeitores.

 

A luta LGBT vem de longa data. Nela, sobreviver é sinônimo de reestruturar-se dia após dia, o que na prática não soa tão poético assim. A troca de experiência e acolhimento é necessária para que as pessoas percebam que não estão sozinhas. Enquanto o preconceito vem mascarado, por vezes romantizado ou ironizado, uma geração vem aprendendo que compartilhar é algo muito maior do que um botão nas redes sociais. Colocar uma ideia na rua que priorize o bem estar social tornou-se mais fácil de ser realizada, graças às milhares de possibilidades de redes de influência, a um click de distância. Nessa leva criativa e empoderada, as ideias estão saindo do papel, ao mesmo tempo em que elas afrontam o padrão social verticalizado, há tempos atrasado.

Não só a repercussão como também o número de apoiadores visto em cada um dos projetos apresentados, nos comprova que esse tipo de chamada é muito relevante. Basta abrir espaço. Por isso, a Benfeitoria apostou no canal LGBT para ampliar vozes e multiplicar os resultados dessa luta. Se você tem um projeto tombativo, ou conhece alguém que tenha uma ideia que inspire cuidado e transpire a mudança que queremos ver no mundo, esse canal é para você! Vem pro front com a Benfeitoria!

Enviar um comentário